quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas”. Rm 13.1

A politica é um meio licito através do qual podemos influenciar as diretrizes do País, Estado e do Município, combatendo injustiças, corrupção e trabalhando para implementar a ética e a moral. O País vive uma enorme crise moral, institucional, econômica, social, politica e espiritual. Entretanto, os políticos tradicionais pensam somente em si mesmos, representam interesses mesquinhos e não o do povo que os elegeu. Em 2012 iremos passar por mais um processo eleitoral para os cargos de Prefeito e Vereador, iremos ver na TV homens e mulheres nos guias eleitorais e nos debates, trazendo projetos que beneficiarão os munícipes de cada região. O TER faz a sua parte em coibir os abusos eleitorais, mas infelizmente ainda se vê a velha pratica da famigerada “boca de urna”, pessoas vendendo o seu direito, a sua cidadania, seu voto, por dinheiro, cesta básica, materiais de construção, enfim, as mais variadas formas, e com isso colocando no poder alguém sem o mínimo de compromisso com os eleitores e principalmente com os munícipes e deixando de fora aqueles que realmente têm serviços prestados. Nosso voto tem consequência para o bem ou para o mau, o que nos resta fazer é o que Timoteo escreveu em 1Tm 2.1,2: “Antes de tudo, pois, exorto que se use a pratica de suplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos uma vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito”. Ao invés de criticar, ore e exerça sua cidadania escolhendo melhor os seus representantes, porque só assim estaremos agradando a Deus, Jesus abençoe você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário