sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Eu disse: Guardarei os meus caminhos para não pecar com a minha língua; guardarei a boca com um freio, enquanto o ímpio estiver diante de mim Sl 39.1

Quantas vezes nós escutamos palavras que nos entristece a alma e muitas das vezes ficamos calados para não pecar? Não é fácil domar a língua, o Ap. Tiago disse no cap. 3.3 “ora, nós pomos freios nas bocas dos cavalos, para que nos obedeçam; e conseguimos dirigir todo o seu corpo” e no vers. 8 diz: “Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal”. No livro de Eclesiastes no cap. 3.7b diz: “...tempo de estar calado e tempo de falar”, talvez meu amado irmão(ã), você esteja passando por um momento assim, alguém bombardeando você com palavras que te ferem a alma, a você eu te digo, é tempo de calar, Tiago disse no cap. 1.19,20 “Portanto meus amados irmãos, todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar; porque a ira do homem não opera a justiça de Deus”, cale-se para o homem e fale com Deus, é Ele quem te justifica. Um dos frutos do Espirito chama-se domínio próprio ou temperança, você não precisa pedir a Deus esse fruto, ele já está dentro de você, só precisa exercitar e é em momentos assim que ele opera. Quero deixar uma palavra profética para você, que está em Hebreus 10.36,37 que diz: “Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa; porque ainda um pouquinho de tempo e o que há de vir virá e não tradará”, Jesus te abençoe.

Um comentário: